terça-feira, 19 de junho de 2007

P28: FOTOS DO ENCONTRO EM BRAGA


















quinta-feira, 14 de junho de 2007

P27: "UM CONTRA TODOS"

Quem se recorda do número do nosso SPM?

terça-feira, 12 de junho de 2007

P26: COMPLEMENTO ESPECIAL DE PENSÃO AOS EX-COMBATENTES

Por abordar assunto que a todos nós interessa aconselhava-vos a acederem ao endereço: http://guerracolonial.blogs.sapo.pt

P25: QUERIDA MÃE, QUERIDO PAI. ENTÃO QUE TAL? Nós andamos do jeito que Deus quer...

segunda-feira, 11 de junho de 2007

P24: UMA IMAGEM MELHOR QUE MIL PALAVRAS

Querem saber como correu o nosso almoço?

P23: 2.º PELOTÃO

Quase metade do Pelotão presente no 16.º Encontro é obra!!!

P22: ATÉ SEMPRE ZÉ

Ao homenagear, de forma sentida, o camarada Dias Ferreira, a 2700 demonstrou a nobreza que impera nos seus membros e fundamentalmente nos "crónicos" organizadores dos nossso eventos. Um emocionado bem-haja ao Timóteo, ao Marinho e ao Ramos.
Foi, também, bom ver a forma como a Junta de Freguesia de Trandeiras, na pessoa do seu Presidente, Senhor José Ferreira da Cunha, se associou a esta homenagem não esquecendo assim um filho da terra que, quer enquanto autarca quer enquanto empresário, soube contribuir para o engrandecimento daquela simpática Freguesia. Ontem, todos nós, durante aqueles momentos também nos sentimos trandeirenses.







quarta-feira, 6 de junho de 2007

P21: OBITUÁRIO

Relação dos camaradas falecidos já em Portugal.
Que descansem em paz.

José Tavares da Silva - Matosinhos
José Rocha Carvalho
Domingos Ferreira
Manuel F.R.Brito
Joaquim A. Costa
Delmar M. Sobreira
Virgílio Luís Pinheiro Brilha - Rio Maior
José Joaquim dos Santos - Figueira Castelo Rodrigo
Manuel Maria Cardoso Maricato - Tocha - 2004
António José da Silva (Judeu)- Lisboa - Janeiro 2006
Alberto Jorge Seixas Pereira - Vila Real - Julho 2006
José Dias Ferreira - Braga - Agosto 2006

segunda-feira, 4 de junho de 2007

P20: RECORDANDO

Ao aproximar-se mais um Encontro estas recordações maior significado têm.
Destes pífaros quantas notas terão saído? Nenhumas, estou convicto. Mas pelas rememoriações que eles nos trazem, em importante instrumento se transformam.