sábado, 18 de Outubro de 2014

P539: NOTÍCIA DO FALECIMENTO DO CARLOS CORREIA ATRAVÉS DA REVISTA "COMBATENTE"

Com a devida vénia à Liga dos Combatentes e os agradecimentos ao António Tavares (CCS) por nos ter feito chegar a notícia, passo a transmitir a homenagem prestada pela Liga ao nosso camarada Ten-coronel Carlos Correia, através do seu órgão, a revista "COMBATENTE".
Destaco o poema sentido do Tenente General Chito Rodrigues.




quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

P538: RELÍQUIAS FOTOGRÁFICAS DO TIMÓTEO SANTOS (2.ª Parte)



Descanso do guerreiro


O combatente junto à HK 21

No mato…
Com Barbosa e Maia da Cunha

Furriel Barbosa, sargento Teixeira e furrieis Timóteo, Leandro e Costa

Solidão no rio Corubal

O calor sufocante da Guiné era compensado por um bom banho de rio…
Alf. Correia, Fur Timóteo, Pina Bentes, fur. Alves, David Jorge, cabeça do alf. Balça, Luís Carvalho e Fernando "Mota" 

 Apontando o RPG 2

Municiando o Gonçalves com o seu LGF Instalaza

Municiado pelo Fernando Ramos, testando o Morteiro 60


Carecada executada pelo enf. Cunha acolitado pelo Fernando Ramos

Fur. Estanqueiro, fur. Timóteo e Fernando Ramos

Na companhia da sua lavadeira

Convívio com a juventude de Dulombi

 Pose de furriéis…o que deixa uma certa tristeza, pois um já partiu…

 Os forcados…Timóteo e Estanqueiro

No mato…


O "Liurai" de Dulombi

Adeus Dulombi

NOTA - O Timóteo Santos também pode ser visualizado nos seguintes Posts:142, 156, 166, 234, 240, 247, 249, 251, 252, 254, 256, 258, 259, 268, 271, 284, 287, 288, 290, 293, 296, 350, 384, 393, 402, 419, 420, 426, 429, 430, 444, 464, 466, 474, 477, 483, 497 e 499.

sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

P537: RELÍQUIAS FOTOGRÁFICAS DO TIMÓTEO SANTOS

NOTA: Atendendo ao rico acervo fotográfico disponibilizado pelo Timóteo, as suas Relíquias serão apresentadas em dois Posts.

           Timóteo da Conceição Simões Santos, ex-furriel atirador do 1.º pelotão, é natural de Tomar e mora na Ilha Terceira, Angra do Heroísmo, Açores.
            Exerce a profissão de Empresário da Construção Civil.

O seu testemunho:
Para todos os combatentes e amigos da 2700, irei descrever as minhas memórias desde que chegámos da Guiné.

Vivo na Ilha Açoriana com o nome de Terceira , desde Janeiro de 1981, sou casado desde esta data, não tenho filhos e neste momento estou reformado desde Janeiro de 2013.

O meu percurso desde a nossa chegada em 1972, foi continuar na minha profissão que nessa data era de desenhador de construção civil e medidor, continuando os meus estudos nocturnos, interrompidos pela chamada para o serviço militar no ano de 1969, nessa data aos alunos da noite não era concedido adiamento militar.

Assim continuei estudando á noite e acabei o meu curso em Engenharia civil, continuei a trabalhar na mesma empresa Hidrotécnica Portuguesa e passei a integrar o sector de Geologia.
Dentro de vários trabalhos fui destacado para estudar possíveis locais de barragens na margem esquerda do Douro e Bacia do Tâmega.
Num fim de semana de 1980 fui visitar a Barragem do Azibo em Macedo de Cavaleiros que estava em construção, qual não é o meu espanto quando passeava por Macedo, oiço uma voz a chamar-me Furriel, parei e deparei-me com o nosso amigo Vila Franca.

Estava hospedado na Pousada Caçador e assim fizemos uma longa conversa com umas frescas á mistura, dei-lhe o meu número de telefone e disse-lhe que quando viesse a Lisboa me telefonasse para nos encontrarmos.

O tempo passou, e passados alguns anos recebo uma chamada nos Açores do Amigo Ramos a saber como é que eu estava e a informar-me que para me contactar teve que telefonar para a empresa onde eu trabalhava várias vezes e que a telefonista não me conhecia, pediu-lhe para ver se alguém da empresa me conhecia e pediu-lhe o meu contacto, por fim apareceu alguém que lhe deu o novo número de telefone.

Com esse telefonema voltei a entrar no ciclo da 2700, eu deslocava-me a Tomar ás festas dos Tabuleiros em princípios de Julho e lá marcámos um encontro junto ao centro Comercial, á hora marcada lá estavam, Ramos, Marinho, Ferreira e Maia da Cunha e as respectivas mulheres e assim fiquei a saber que iria realizar-se o 1.º Encontro da 2700 e nesse mês de Julho em Barcelinhos, lá estive presente.

A minha vida profissional depois da vinda para os Açores, trabalhei em empresas de construção civil, Edimar (Associada da Edifer) Soares da Costa, como director de obras.

A Partir de 1986, montei uma pequena empresa de construção civil que trabalha em obras públicas e particulares, nesta data estou tentando vendê-la, mas não aparece ninguém com vontade de trabalhar.

Junto uma bela imagem da minha ilha.


Para todos os DULOMBIANOS um GRANDE ABRAÇO.
Timóteo


Timóteo Santos 

Timóteo Santos 

Timóteo Santos

NO IAO, em Santa Margarida. 
Furriel Pires, alf. Barros, fur. Maricato e Timóteo

Em Santa Margarida. 
Reconhecemos o fur. enfermeiro Coelho, fur. Rodrigues, Barbosa e Timóteo. 
Os restantes, provavelmente, seriam furriéis da CCS, da 2699 e da 2701.

Timóteo, no Carvalho Araújo

Fonseca, Pires e Timóteo, no Carvalho Araújo 

 Timóteo na companhia do Zarco que connosco viajou no Carvalho Araújo.


Primeiros tempos em Dulombi: a caixa do correio

Cerimonial do içar da Bandeira Portuguesa.

Uma imagem primitiva de Dulombi.
As casernas ainda estão em construção! Imagem espectacular para recordarmos as condições em que viviamos. Na imagem,  Timóteo,  Leandro e Fernando Ramos.

Timóteo Santos, em pose….

Na companhia de duas bajudas e duma criança.

Banquete na Cantina
Da esq. para a direita: Fernando Ramos, desconhecido, Presa (de pé), desconhecido, Timóteo, Bessa Nunes, Folhadela, coz. Euclides (de pé), Fernando Correia, "Mota" e enf. Gaspar.

O WILLYS do Capitão.
Timóteo na companhia do Vitor Rodrigues.

Pelos caminhos de Dulombi…

Timóteo, o equilibrista…

terça-feira, 30 de Setembro de 2014

P536: EM OUTUBRO FAZEM ANOS

1 - Cândido Vila Franca










5 - Augusto Rosa
5 - Manuel Ravasco










9 - Adriano Silva "Arouca"










9 - José Cruz










10 - Francisco Ribeiro








 13 - Abílio Pontes




17 - Armindo Sousa










19 - Luís Alves










27 - Manuel Ventura










28 - Cândido Nunes









28 - José Maria Terraço




29 - Manuel Brunheta



30 - Adelino Leitão da Silva 









                                               
30 - Serafim Silva