sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

P87: GENTE CÉLEBRE - ZÉ LUÍS



Mão amiga fez chegar a este Blog uma carta enviada pelo "Glorioso" ao Zé Luís (um dos mais carismáticos elementos da 2700). Pelo conteúdo da missiva adivinhamos que o Zé Luís terá passado um dos melhores dias da sua vida no meio de tanta glória e inclusivamente junto da águia "Vitória" (Pinto da Costa diz que semelhante ave é um milhafre e não uma águia).

P.S. - Para melhor visualização da carta, clica sobre a mesma.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

P86: A PRENDA DE NATAL



Para todos que, ao longo do ano, acederam a este Blog aqui vai a nossa prenda de Natal. E, claro, um carinho muito especial para a "cambada" da 2700.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

P85: VOTOS E INFORMAÇÃO DO TIMÓTEO


segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

P84: A RETIRADA DE GUILEJE

A Casa da Guiné-Bissau em Coimbra vem por este meio convidar V. Ex.ª a assistir ao lançamento do livro "A retirada de Guileje. A verdade dos factos", do Coronel Alexandre Coutinho Lima, e ao jantar da comunidade guineense, que terá lugar no próximo dia 18 de Dezembro, pelas 18 h 30 m, na Catina das Químicas da Universidade de Coimbra. Para qualquer confirmação, contactar: 967967748 (Julião Soares Sousa, Doutor - Presidente da Casa da Guiné.

sábado, 13 de dezembro de 2008

P83: PRENDA DE NATAL






Aconselho-vos a leitura destes dois volumes escritos pelo Beja Santos e editados pelo Círculo de Leitores. É que para além da excelente narrativa, os factos passaram-se bem perto de nós, na região de Bambadinca.
Como se devem recordar, era a Bambadinca que, algumas vezes, nos deslocávamos a fim de carregar os géneros essenciais.
Uma boa oportunidade para oferecerem a vós próprios aquela prendinha de Natal.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

P82: BOAS FESTAS







Como este Blog só é visto por homens de barba rija, é desta forma que desejamos, a todos que a ele acedem, um Feliz Natal.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

P81: FAUNA DULOMBIANA

Com a devida vénia ao Blog "petalasaoventofloresdechuva" retirámos excertos de um Post que passo a transcrever e através do qual tomámos conhecimento haver na zona de Dulombi espécies que qualquer um de nós, que no início dos anos 70, calcorreou aquelas paragens, imaginaria lá existir, tais como: onças, elefantes ou búfalos. Felizmente, nunca tivemos "encontros imediatos" com semelhantes animais.


Será a população de onças de Cantanhez viável?
O maior felino de Cantanhez, é conhecido localmente pelo seu particular apetite por babuínos. Em forte regressão no país, foi até 1980 alvo de caça para comercialização da sua pele. Presente no sul (nas APs) e leste do país (Dulombi e Boé).

Que procuram os elefantes que visitam o PNC?
O elefante, espécie que figura na lista vermelha da UICN como vulnerável, outrora presente de norte a sul do país, possui agora uma área de ocorrência que se limita à situada ao longo da fronteira com a Guiné-Conakri, sendo ocasionalmente observado na AP de Cufada e na zona de Dulombi. Depois do leão, é o mamífero mais raro do país. Trata-se de uma espécie migratória cujo efectivo nacional não será superior a 50 indivíduos, tendo as últimas maiores manadas (com 12 indivíduos) sido observadas no Dulombi na década de 90.

Estará a população de búfalos a crescer em Cantanhez?
Esta espécie figura na lista vermelha da UICN como pouco ameaçada (LR/cd), no entanto na Guiné-Bissau, está em regressão acentuada. As mais antigas referencias sobre o búfalo datam de 1938 altura em que Monard cita a espécie como presente em toda a área actualmente ocupada pelo PNTC. Hoje em dia a sua área de ocorrência esta limitada à zona do Boé, Contabane, Dulombi e às APs de Cantanhez e Cufada, onde as manadas são cada vez mais pequenas.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

P80: ALENTO - OBRIGADO LUÍS CLARO

Ás vezes, pela ausência de contributo que tem havido no nosso Blog, por parte dos elementos da Companhia, interrogo-me se valerá a pena continuar, mas depois lá vêm mails como este que passo a transmitir e o ânimo reaparece:

caro fernando barata vou me apresentar sou luis claro vivo na amazónia brasil
era radio telegrafista do batalhão 2912 na comp. ccs e é com enorme agrado
que apesar de tão longe e ao fim de tantos anos através de si tenha encontrado
tantas recordações. nunca mais vou deixar de entrar no seu blog. gostaria de
encontrar outros colegas da ccs mas considero o batalhao 2912 como um todo.
fiquei surpreso ao ver as suas fotografias pois tenho comigo a fotografia da vista
aérea do dulombi e a da mina no unimog. tenho outras que oportunamente lhe
mandarei pois algumas já nem consigo identificar se são tropas e acções do dulombi
saltinho ou cancolim.
estive duas vezes no dulombi a última poucos dias antes do natal de 1971.
entrarei em contacto novamente.
com um abraço e um muito obrigado.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

P79: DR. VÍTOR VELOSO


Não fosse o título deste Post e certamente a maioria dos leitores estaria a questionar qual a pertinência da inclusão dum artigo sobre o rastreio dos casos de cancro no Blog da 2700. Acontece que o entrevistado é, precisamente, o Dr. Vítor Veloso que como estão recordados era o Médico do nosso Batalhão e por conseguinte o "nosso médico". A quantos de nós ele não minorou aquela desagradável sensação quando o paludismo nos invadia ou quando qualquer outra maleita nos escolhia como hospedeiro.
Quando alguma individualidade se deslocava, em meio aéreo, ao nosso aquartelamento quase sempre o Dr. Veloso fazia parte da comitiva de forma a poder aquilatar o estado de saúde de todos nós.
A 2700 está-lhe grata, Vítor.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

P78: IN MEMORIAM









Homenagem aos nossos mortos.
Fotos tiradas das lápides existentes no Monumento Nacional aos Combatentes do Ultramar, no Forte do Bom Sucesso.
Embora os seus nomes não sejam mencionados, quero recordar: GUELA DEMBO, MAMADU CANDÉ, MAMADU SEIDI, MAUNDE BALDÉ e IDERISSA CANDÉ, do Pelotão de Milícias n.º 288, os quais pereceram, também eles, ao nosso lado.

sábado, 8 de novembro de 2008

P77: UMA LIÇÃO DE FULA

Deverão estar recordados que sempre que algum habitante de Dulombi era visitado por familiar ou amigo o diálogo começava com o Jametu e Tá nála (nós diziamos "está na mala"), correspondentes ao nosso "como estás" e "tudo bem", ao que se seguia um metralhanço de frases que nos deixavam intrigados. Um dia perguntei ao Semba qual o seu significado daquele arrasoado, tendo este esclarecido que perguntavam como estavam as vacas, as galinhas, os porcos, os cabritos e provavelmente, se o interlocutor tivesse periquito, o estado de saúde do psitacídeo também faria parte das preocupações.
Recordo-me, também, do "Obrigado", JARAMA, e da contagem até dezanove.
1 - go; 2 - didi; 3 - tati; 4 - nai; 5 - doi; 6 - djego (5+1); 7 - djedidi (5+2); 8 - djetati (5+3); 9 - djenai (5+4); 10 - sapu; 11 - sapugo (10+1), 12 - sapodidi e assim sucessivamente.
O que significaria PUN DI MÃ? Sei que as bajudas ficavam fulas (furiosas) e respondiam: MÃE DI BÓ, pelo que não será difícil concluir o significado deste impropério.

Devem estar recordados da forma "impecável" como o Carneiro Azevedo imitava o linguajar fula. O que é certo é que ele durante uns minutos conseguia pôr os autóctones confusos e só passado esse tempo é que concluiam: "alfero, Carneiro, fala fula não"

Algum de vós lembrar-se-á de mais alguma expressão que queira compartilhar? Fico à espera. Atendendo à participação que tem havido por parte dos leitores deste Blog, obviamente, esperarei sentado pelo vosso contributo.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

P76: APELO LANCINANTE


Desapareceu, na passada semana, o indivíduo que se reproduz nesta foto. Agradecemos a quem o tenha visto o favor de contactar o posto da GNR mais próximo ou então o telemóvel 96 2497110.







Entretanto, um popular que se encontrava nas imediaçõs do local afirma, como documenta a segunda foto, tê-lo visto a deslocar-se na direcção que indica.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

P75: NOVAS DE DULOMBI




Tendo-me deslocado este fim de semana ao Éden de Portugal, aproveitei para fazer um desvio na Auto-Estrada e lá viajei até Sacavém a fim de me encontrar com Amadu (não Mamadu como havia referido) Djaló. Foi agradável constatar que ele possui uma superfície comercial de sucesso. Desde sacos de arroz da Tailândia de 20 kgs até extensões para o cabelo, passando pela castanha de caju e as tão célebres capulanas, ali tudo se encontra. Esta afluência de clientela foi vantajosa para a caixa registadora que não parava de facturar mas interrompia o nosso interlóquio. Deu, contudo, para sabermos novidades, infelizmente nenhuma agradável. Soubemos que o Semba, a célebre Binta e a Bela já não pertencem ao reino dos vivos. A primeira esposa do Chefe de Tabanca, o Ussumane, também, faleceu mas a Adam (segunda esposa) essa continua viva. O Ussumane tem dois filhos a viver em Portugal. Disse-me, também, que o Semba era natural de Paiai Numba e não da Mauritânia como ele pretendia fazer ver perante nós.Explicou-me que o estado de degradação em que o nosso quartel se encontra não se deve a desmazelo dos dulombianos mas sim por as chefias do PAIGC, logo após a independência, terem subtraido as chapas de zinco para utilização própria noutros locais.
Ficou-me na memória a gargalhada e a interjeição de espanto que ele fez quando lhe perguntei (eu achava razoável) se o troço Galomaro/Dulombi já estava alcatroado.
Tive pena de não ter sido possível encontrar-me, também, com o Sargento Milícia Saliu Jau mas o mesmo está neste momento na Guiné. Despedi-me reiterando o convite para estar presente no nosso próximo Convívio.

BELA


SEMBA


BINTA

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

P74: MECÂNICO NATIVO

No Post colocado a 31 de Janeiro com o título, "Vamos lá seguir o exemplo do Lemos", a certa altura refere este: Coloquei os quatro mecânicos (um era nativo e já não me recordo do nome nem como foi lá parar), e os condutores a reparar, na devida hora, as viaturas.. Ora bem, como o nativo foi parar à oficina também não sei mas graças ao Manuel Rodrigues posso acrescentar que se chama José Luís Mamadu Djau e possui um táxi na praça de Bissau. Quem se desloque à Guiné poderá requisitar os seus préstimos telefonando para o 245 6751032. Identifiquem-se como elemento da 2700 que ele faz um desconto na bandeirada e conduz-vos em segurança.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

P73: ORGULHO NA 2700

Há dias quando me encontrei com o Manuel Rodrigues da 3.491, este deu-me o contacto de um natural do Dulombi que actualmente está estabelecido em Sacavém com uma mercearia que para além dos produtos portugueses vende também alguns produtos originários da Guiné-Bissau. Apesar de na altura em que nós estivemos na Guiné, o Mamadu Djaló só tivesse 13/14 anos, este recorda-se com muita gratidão da 2700 referindo que era acolhido como sendo o benjamim da Companhia. Falou-me logo no Capitão Carlos Gomes e no "furié" Soares. Vive no mesmo prédio do Sargento Milícia Saliu Djau (aquele que tinha uma deficiência no braço). Não sei se foi para ser simpático mas disse que também se recordava de mim. Prometeu que iria envidar todos os esforços para estar presente (juntamente com o Saliu) no nosso próximo Encontro.
Aqui ficam as suas indicações:
Mamadu Djaló
Mercearia Africana
Rua Major Rosa Bastos, 3-A
2685-106 Sacavém
Contacto: 96 4811366

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

P72: FOTOS DE DULOMBI

As imagens que se seguem apresentam-nos trechos de Dulombi e foram gentilmente cedidas pelo caro amigo Manuel Rodrigues, ex-Furriel Mecânico (foi substituir o Ricardo Lemos). Foram, portanto, obtidas posteriormente à nossa passagem por aquelas paragens. A bajuda é a célebre Binta. Reparem como eram construídas as paredes.

terça-feira, 1 de julho de 2008

P71: MAIS DE 5.000 VISIONAMENTOS



Atendendo ao facto de este Blog se dirigir, fundamentalmente, a um universo tão restrito - antigos elementos da C. Caç. 2700 - e não esquecendo que dentre estes será uma minoria (infelizmente) que tem acesso à internet, é gratificante constatarmos que mais de 5.000 visitas já recebeu este nosso "ponto de encontro".
Continuaremos. Entretanto, volto a apelar a todos para que contribuam com aquela história que já estaria esquecida mas, depois, tão saborosamente recordada. Já agora, Moniz! Quando sai o episódio do rapanço?

quinta-feira, 19 de junho de 2008

P70: SARGENTO TEIXEIRA



O facto de o Timóteo me comunicar que a correspondência enviada ao Teixeira vinha sempre devolvida já me fazia adivinhar o pior. A notícia chegou através do Carlos Barbosa. O Sargento Teixeira deixou-nos há 6 anos.
Quem não se recorda da tufada? Sempre que algum soldado pisava o risco lá vinha o Sargento Teixeira: "levas uma tufada". E pronto lá lhe ficou a alcunha de Sargento Tufadas.

Frequentemente vem-me à memória um episódio passado entre nós os dois. O nosso Capitão encontrava-se em reunião, em Bissau, e o Alferes Correia estava de férias na metrópole, pelo que, na altura, eu comandava a Companhia. Por volta da meia-noite entra no meu abrigo o Teixeira, muito apavorado pedindo-me que de imediato, colocasse a guarnição em alerta já que tinha visto a cruzar o céu de Dulombi um BORONAICE (queria referir-se a um very-light) funcionando tal como prenúncio de ataque iminente do IN ao nosso aquartelamento. Desde logo fiquei de pé atrás já que se o IN estivesse pronto para nos atacar não avisaria previamente. De qualquer das formas percorri todos os postos de sentinela e nenhum dos soldados me confirmou ter visto semelhante luz. Felizmente naquela noite não se verificou nenhum ataque e no dia seguinte o Teixeira estava mais sereno.

Bom Homem. Descansa em paz José Avelino.



Esta foto tem a particularidade de juntar o Sargento Teixeira ladeado pelo Carlos Barbosa, pessoa que primeiro soube do seu falecimento e pelo Timóteo que nos transmitiu a notícia.

sexta-feira, 13 de junho de 2008

P69: ENDEREÇOS ELECTRÓNICOS

Estes são os endereços electrónicos dos elementos da 2700 (alguns pertencem aos filhos). Fico a aguardar o enriquecimento da listagem.

1 - Américo Estanqueiro / americoestanqueiro@gmail.com
2 - António Barros / arq.barros@iol.pt
3 - António Simões / asimões3@iol.pt
4 - Bernardino Pereira / poveirinho@sapo.pt
5 - Carlos Amaral / anamarisa162@gmail.com
6 - Carlos Barbosa / saltodocavalo@hotmail.com
7 - Carlos Calado / calado.calado@vitoriafc.com
8 - Carlos Correia / joaquimcorreiatavares@gmail.com
9 - Carlos Moniz / camoniz1@sapo.pt
10 - Euclides Ferreira / clidesferreira@hotmail.com
11 - Fernando Barata / fmbarata@gmail.com
12 - Fernando Ramos / celinaramos@gmail.com
13 - Fernando Silva / caramulo2@portugalmail.pt
14 - Firmino Rocha / andrerocha22045@hotmail.com
15 - Helder Coelho / helder.silvacoelho@gmail.com
16 - Henrique Soares / henrique.soares@racarbraga.pt
17 - João Rico / joaoprico@gmail.com
18 - José Marinho / tiago.barcelinhos@iol.pt
19 - Leandro Gonçalves / ljrgoncalves60@gmail.com
20 - Luís Maria / buziazita@hotmail.com
21 - Manuel Azevedo / sofiaazevedo5@gmail.com
22 - Manuel Oliveira / dianaraquel@bragatel.pt
23 - Manuel Ravasco / manuel.ravasco@gmail.com
24 - Ramiro Oliveira / ramiroliveira48@gmail.com
25 - Ricardo Lemos / ripele@netcabo.pt
26 - Teodoro Abreu / abreuteodoro@gmail.com
27 - Timoteo Santos / timoteomemoria@gmail.com

quinta-feira, 29 de maio de 2008

P68: MAIS FOTOS DO 17.º ENCONTRO

Para melhor visualização das fotos clica em "Veja todas as imagens"

terça-feira, 27 de maio de 2008

P67: OS NOSSOS PIRAS

Estou convicto que para a maioria do pessoal da 2700, a C. Caç. 3491 pouco lhes dirá. Foi, contudo, esta a Companhia que nos foi render e que portanto proporcionou o nosso regresso. Não se esqueçam que se eles não nos tivessem rendido teriamos por lá ficado até à Revolução dos Cravos. Acedam, pois, a: http://wwwccac3491guine7174.blogspot.com/ e revisitem locais e talvez rostos que algo vos digam.
Ao Luís Dias (por coincidência, também, ex-Alferes do 2.º Pelotão) os meus agradecimentos por nos proporcionar este ponto de contacto.

Ah. Já agora acedam a este link: http://wwwccac3491guine7174.blogspot.com/2008/05/estria-do-alferes-l-dias.html que vos remete para uma história de que todos se recordarão até pelo seu dramatismo vivido por todos nós, na altura. Felizmente tudo acabou bem.

sábado, 10 de maio de 2008

P66: RANCHO DO LEMOS

Em estreia mundial todos os visitantes deste Blog têm acesso à segunda faixa do CD do Rancho do Lemos. Tem o título "Senhor da Serra". Enjoy it. Para tal basta clicar sobre o título da música na caixa que se encontra à esquerda (No02.MP3).

segunda-feira, 5 de maio de 2008

P65: 17.º ENCONTRO - FÁTIMA - 26/4/2008